top of page

(Má prática) Amputação de cauda, orelhas ou unhas

Atualizado: 21 de mar.


Legalmente, a prática destes procedimentos cirúrgicos está proibida, a não ser que se justifique por necessidades curativas, sendo nestes casos necessária a redação de um relatório médico-veterinário onde conste o motivo da necessidade de amputação e a declaração de tentativa de curativos prévios sem sucesso de tratamento.

A prática de amputação de cauda e orelhas está felizmente a cair cada vez mais em desuso, a não ser por criadores de raças específicas que pretendem manter a imagem estética dos seus exemplares na sua venda.

Felizmente, a consciência individual e geral nestes casos, tanto de veterinários como de proprietários, tem levado a menos amputações em prol do bem-estar animal, evitando o sofrimento dos cães pelos motivos errados.


Infelizmente, o mesmo não se verifica no que toca à amputação de unhas em gatos, tendo-se verificado um facilitismo tanto de proprietários como de médicos veterinários, na vontade de execução deste tipo de cirurgia.


Para que possamos sensibilizar os proprietários de gatos para a "violência" desta prática, gostaríamos de frisar o sofrimento pelo qual o gato passa em todo o processo de recuperação, cicatrização e habituação à sua nova condição.

Considerem os seguintes factos:


  • está na natureza dos gatos apresentarem unhas retrácteis, sendo parte importante na sua comunicação, equilíbrio e instinto.

  • um gato necessita de afiar as unhas, pelo que deve sempre considerar esse facto como um dado adquirido - existem imensas formas de possibilitar ao gato o seu instinto sem que ele estrague os móveis lá em casa

  • os gatos, tal como nós, são animais sensíveis a situações de stress, e tendem a marcar território através de arranhões quando se sentem menos serenos - diminua a carga nervosa que leva para casa

  • gatos que são sujeitos à remoção permanente das unhas podem apresentar alterações comportamentais em consequência da dor crónica apresentada

  • a cirurgia de amputação de unhas é uma cirurgia de risco, tanto a nível anestésico como de possíveis infecções no pós-operatório

  • o processo de cicatrização é longo e doloroso, devido à zona onde é realizada a cirurgia e pelo constante peso que é aplicado nas patinhas de cada vez que o gato se move

Para reflectir: a amputação das unhas de um gato equivale à amputação da 3ª falange dos dedos humanos, sendo para eles muito mais doloroso devido à locomoção em quatro membros.


Aceite o seu gato como é e aconselhe-se com verdadeiros profissionais sobre técnicas, métodos e materiais que pode adoptar e adquirir para facilitar a vida em sociedade com o seu gato, respeitando-se mutuamente.


Carlotta Hohenstein

CCP F671100/2018

Enfermeira Veterinária

Solar do Cão e do Gato

23 visualizações0 comentário

Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
bottom of page